sábado, 10 de dezembro de 2011

in sano

Sano a sanidade possivel
no oco da alma
oculto e profundo.
Escapole em instantes
pingos do presente inventado,
quadro criado,
pintura difundida revelada em luz.

1 comentário:

Reviragita Poesia disse...

Quando puder,
visite o meu blog também:

cimaneski-poeta.blogspot.com

Fica o convite.
Paz e Poesia,
Cecília Fidelli.