sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

AR

Não precisa explicAR
E muito menos orientAR
AR, AR, AR...
Respira e vai.
O segredo é esse:
ParAR e respirAR.
Porque com a alma na frente do corpo não dá.

Será que a plenitude é tão difícil de alcançAR?
Ou você ainda não aprendeu a amAR?
Ou o seu amor é superficial e convencional?

Ah, então tá.
A sua história é outra que está no AR.
Deixe voAR e liberAR...
A constelação e a luz solAR irão revelAR.
E eu não me preocupo com o seu vangloriAR
Porque o que tem que ser será.

8 comentários:

LiLiTh* Eliane disse...

Olá, Flor!!

Um dia quiçá conseguirei brincar com as palavras também!!

Lindo poema!!

Bjs

Carla Aguiar disse...

Adoro a forma como você escreve, sabia?
Boa semana, queridona.
Beijos!

Daniel Barros disse...

Olá.
É a primeira vez que apareço por aqui. Você realmente escreve MUITO bem. Parabéns e prossiga assim!

Belo texto, belo jogo com as palavras, tudo belo!rs

Bjs.

Danny Souza disse...

AR..
SEU FÔLEGO...
LINDA !

BJSS
DANNY

Tati disse...

AR,
PURA
vIDA!

:)
adorei


beijos*

Junior São Gonçalo disse...

Quero AR! Muito AR! ARrepiAR!!!

Muito legal o Blog Betina!
Voltarei mais!

Beijos serpente arrependida!!!

Junior

Carlos disse...

Se você não explica
eu não entendo titica.
Se você prefere a Roda
Gigante da Skol,
Eu prefiro o Rock'Roll
do Chico: Roda mundo, Roda Gigante
O Chico é elegante
É galante...
Essa letra não é Rock
Mas é um toque poético
no esquelético
que ganha corpo.
Respiro pela boca, pois meu pulmão
Está sendo sufocado,
Ar,Ar,Ar...
pensar
falar
mudar...
ArAr.Ar.Ar!
PS: não estou inspirado, vc me pegou desprevenido!
Beijos,
Paulo Mileno

Khalee Duranki disse...

ar...meu elemento..aquário..
mente..pensamento..idéias..
cores..visões..
imaginar..
idealizar..

ar..

=)

mto bom,

beijos, betina!